Gostas de música? Junta-te a nós! Inscreve-te neste fórum e participa!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  GaleriaGaleria  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 [SBS Review] Dominia - Judgement Of Tormented Souls

Ir em baixo 
AutorMensagem
Dark_Forever
Admin
avatar

Mensagens : 455
Data de inscrição : 24/07/2008
Idade : 27
Localização : Porto de Mós, Leiria

MensagemAssunto: [SBS Review] Dominia - Judgement Of Tormented Souls   Seg Dez 15, 2008 5:32 pm




Anton Rosa - Voz, guitarra
Dmitry "Casper" Rishko - Violino, teclado
Daniel - Guitarra
Oleg "Papa" Filistovich - Bateria
Alexander Goodwin - Baixo


Os Dominia são uma banda de Symphonic Melodic Death Metal russa, nascida em 1999 na cidade de São Petesburgo. Confesso que nunca tinha ouvido falar deles em lado nenhum, sendo este novo álbum o primeiro que ouvi da banda. E que álbum! É apenas o segundo da banda (depois do Divine Revolution, de 2006, que estou ansioso por ouvir), mas demonstram uma grande qualidade técnica e uma originalidade que os leva a criar músicas soberbas. Aqui fica a Song-By-Song Review deste novo álbum.




01. Prelude (03:21) - 09/10
Uma bela introdução de piano, que desperta os sentidos e nos torna expectantes em relação ao que virá a seguir.

02. Judgement (05:37) - 06/10
Boa música do género, mas pouco inovadora em relação a outros trabalhos de outras bandas. Pouco original mas agradável. Sobressai um tímido violino, que se vai tornar o principal protagonista nas músicas que se seguem. A voz gutural não é excelente, mas também não deixa nada a desejar.

03. Behind The Universe (06:43) - 09/10
O início parece ser mais do mesmo, mas o caso muda de figura quando entra uma melodia do outro mundo com voz limpa e violino. A parte mais pesada vai alternando com a parte mais melódica, tornando-se ambas mais complexas até se fundirem num orgasmo instrumental muito técnico e melódico.

04. Harvester (03:29) - 10/10
Não sei se hei-de falar da magnífica introdução de violino, se pelo excelente piano que se segue, se pela atmosfera de fundo criada pelas guitarras e bateria. Acho que é melhor juntar tudo isto e resumir tudo numa frase: uma melodia perfeita, progressiva e complexa que nos deixa a chorar por mais.

05. Angel's Suicide (06:56) - 09/10
Boa introdução acústica. Depois, uma explosão de som com um violino estonteante. Quanto mais avança a música, mais pesada se torna, até que surge de repente um piano calmo, um ritmo "de passo" e uma voz limpa. Isto repete-se, até que no final da terceira parte pesada em vez de vir a voz com o mesmo ritmo, vem um final de piano mais calmo e lindo.

06. Inside Of Me (06:56) - 08/10
Uma música mais para encher do que para outra coisa, mas mesmo assim soberba. Temos os elementos normais da banda, uma melodia complexa, com jogo de vozes e progressiva, sempre com o violino lá no fundo. Adorei especialmente a parte do refrão.

07. Exodus (06:52) - 10/10
A introdução sugere uma balada de piano, mas cedo se percebe que não é esse o caso. Estamos perante uma das músicas mais técnicas do álbum. Depois do piano de introdução, uma pequena parte rápida com violino, seguida de uma parte super rápida e pesada, na qual o violino e a bateria são os principais protagonistas. Entra a voz gutural e a música atinge pouco depois os seu auge de complexidade. A meio da música, temos uma parte mais melódica com um solo de guitarra lento e profundo, que é seguido de um coro no mesmo ritmo. Nova mudança de ritmo para algo mais rápido, novo solo de guitarra. Volta a voz gutural acompanhada por uma nova melodia de violino, seguido de novo pelo coro, desta vez com o som de fundo mais rápido. A música termina com um violino lento e melancólico.

08. Rosemary's Child (04:38 ) - 07/10
Não sei bem o que dizer desta música. Acho que se fosse a primeira música que ouvisse da banda, lhe dava 10/10, mas comparando com a genialidade das músicas antecedentes, esta parece um bocadinho menos conseguida. É a música mais pesada do álbum, embora a diferença só se marque pela falta de uma parte mais calma. Adorei o final, brutalmente pesado mas incrivelmente melódico ao mesmo tempo. Viva o violino, mais uma vez!

09. The Beginning (08:01) - 09/10
A música começa com uma bela introdução e continua com voz gutural mais calma que o normal de início. Atinge o seu auge com um violino orgásmico. Mais ou menos a meio, temos a parte mais pesada e mais rápida, onde o violino continua o seu papel frenético. A três minutos do fim, uma parte mais calma de piano com uma atmosfera relaxante dá entrada ao coro, que é acompanhado por um violino mais melancólico e instrumentos de fundo. Silenceia-se o coro e o violino sobressai-se dos restantes elementos, para um solo simplesmente perfeito, a melhor maneira de terminar este álbum.

Performance - Voz: 8/10; Instrumentos: 9/10
Música -Letras: 7/10; Musicalidade: 10/10
Originalidade - 9/10
Produção - 9/10
Atmosfera - 9/10
Concepção - 10/10
Capa - 4/10
Impressão geral - 9/10

Total
86,55%


Exodus

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://portugueseeliteteam.forumotion.com/
 
[SBS Review] Dominia - Judgement Of Tormented Souls
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [WTF] Conheça BLADE, o clone, cópia e plágio de Dark Souls
» [RUMOR]Primeiras imagens do Dark Souls 3
» [EUROGAMER] Demon's Souls still feels fresher than its "Dark" successors
» Dark Souls 3 Requisitos
» [FIXO] Dark Souls 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
No Music... No Life :: Géneros Musicais :: Hard Rock/Metal :: Álbuns-
Ir para: